Seguir para o conteúdo.
Quinta-Feira, 17 de Abril de 2014
Secções
Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Entrada » Higiene e Segurança no Trabalho » Sector de Actividade » Construção Civil » Caracterização do Sector » Breve Descrição do Sector da Construção Civil e Obras Públicas

Breve Descrição do Sector da Construção Civil e Obras Públicas

Breve Descrição do Sector da Construção Civil


O sector da Construção Civil e Obras Públicas caracteriza-se pela sua actividade cíclica, rotativa, nómada e até mesmo instável. Dependente da evolução da conjuntura económica, do investimento público, da procura, das condições climatéricas, do recrutamento de pessoal qualificado, dos materiais, das perspectivas de vendas, das taxas de juro, de crédito bancário, da obtenção de licenças, entre outros condicionalismos micro e macro económicos nacionais, europeus e mundiais, podemos inferir que estamos perante um conjunto de factores exógenos determinantes no desenvolvimento ou não da actividade: construção de edifícios, construção de habitação, construção de edifícios não-residênciais e obras públicas.

É por demais conhecida a influência reciproca existente entre o estado da economia considerada no seu todo e o estado da actividade produtiva, quais sejam, a construção civil e as obras públicas.

Assim, as tendências negativas ou positivas que porventura ocorram na economia global, necessáriamente se reflectirão quer na Construção Civil quer nas Obras Públicas, sendo que o estado destas últimas, em muito influenciam a tendência da economia global

Um estudo realizado pelo INFOR em 200 ao sector da Construção e Obras Públicas em Portugal, no âmbito do projecto "Evolução das Qualificações e Diagnóstico das Necessidades de formação", permitiu retirar as seguintes conclusões:

(...)"

  1. Um sector que contribui fortemente para a dinamização da economia portuguesa, influenciando directamente actividades como a promoção e mediação imobiliária, o sector de materiais de construção, a produção de equipamentos, mobiliário, electrodomésticos, decoração, etc...

  2. Uma actividade extremamente cíclica, influenciada pela evolução da conjuntura económica e dependente do investimento público, com uma mão-de-obra intensiva, pouco habilitada e pouco qualificada, bem como uma política de recrutamento pouco exigente para a mão-de-obra indiferenciada e muito exigente para os empregos estratégicos

  3. Uma economia Subterrânea e de emprego ilegal significativos

  4. Cenários de desenvolvimento que passam pela incursão em áreas diferenciadas, como a industria do ambiente, a hotelaria, o turismo e o lazer e pelo reforço da diversificação de mercados e de actividades e produtos, e ainda pela exploração das vantagens da standardização e da pré-fabricação. a necessidade de intervenções ao nível da capacidade de planeamento e de gestão da produção, da melhoria da qualidade do produto e do serviço, da focalização no cliente e da integração do processo de projecto de construção.

  5. Nas empresas de grande dimensão, a necessidade de intervir ao nível do planeamento de estratégias e de processos de internacionalização de alianças e de "subcontratação positiva" potencia a figura do Gestor de Parcerias

  6. A necessidade de qualificação ao nível dos perfis de execução, com urgência de formação contínua, orientada para as especializações em emergência no sector e para modelos pedagógicos mais flexíveis na sua organização e mais integrados nos contextos de trabalho.

  7.   A exigência do desenvolvimento do reconhecimento e da certificação dos saberes adquiridos para a gestão de competências e de motivação e orientação dos jovens para formações específicas que façam falta ao sector. (...)"

Desde o seu início até ao seu terminus,uma obra de construção caracteriza-se por uma enorme variedade de etapas e processos construtivos, sendo, por isso, um processo bastante dinâmico. Este aspecto repercute-se na quantidade e inconstância de factores de risco presentes e também na multiplicidade de acidentes passíveis de ocorrer. Apresentam-se a título exemplificativo algumas tarefas xecutadas num estaleiro de construção civil genérico:

  • Trabalhos de demolição de estruturas;
  • Trabalhos de escavação;
  • Trabalhos associados a armação de ferro;
  • Trabalhos de cofragem e descofragem;
  • Trabalhos de Betonagem;
  • Trabalhos de execução de alvenaria;
  • Trabalhos de execução de reboco ou estuque;
  • Trabalhos de execução de coberturas;
  • Trabalhos de carpintaria;
  • Trabalhos de serralharia;
  • Trabalhos de pintura e/ou envernizagem;
  • trabalhos de aplicação de aplicação de revestimento de pavimentos



(Conteúdo produzido pelo CICCOPN - Centro de Formação profissional da Industria da Construção Civil e Obras Públicas do Norte)



Criado por admin
Última modificação 2006-03-29 18:12

Autenticação

   
 
 

Câmara Municipal da Maia MaiaInova POS_Conhecimento FEDER